Professores da rede estadual aprovam greve por tempo indeterminado no Paran√°

Por Cianotícias em 26/05/2024 às 18:25:52
Foto: Hedeson Alves/AEN/Rictv

Foto: Hedeson Alves/AEN/Rictv

Professores da rede estadual de ensino do Paran√° decidiram, em assembleia realizada no s√°bado (25), iniciar uma greve por tempo indeterminado a partir de 3 de junho. As motivações incluem a privatização prevista de 200 escolas públicas pelo governo estadual a partir de 2025 e o fim da terceirização dos cargos de funcion√°rios das escolas.

A dívida de mais de 39% com os educadores e servidores também é reivindicada. A decisão foi tomada após debate que contou com a participação de mais de quatro mil educadores, organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Escola Pública do Paran√° (APP-Sindicato).

A presidente do sindicato, Walkiria Oleg√°rio Mazeto, destacou a importância do engajamento de toda a comunidade na luta pelo direito a uma escola pública de qualidade.

O governo do estado, liderado pelo governador Carlos Massa Ratinho Jr, pretende enviar à Assembleia Legislativa do Paran√° (Alep) o projeto do Programa Parceiro da Escola, que visa transferir a gestão administrativa e financeira de cerca de 200 colégios estaduais para empresas privadas a partir de 2025.

Estas escolas estão localizadas em √°reas de vulnerabilidade social e apresentam baixo Índice de Desenvolvimento da Educação B√°sica (IDEB). A presidente do APP-Sindicato, Walkiria, alertou que a aprovação deste programa significaria o fim da escola pública como conhecemos e prometeu organizar a comunidade para rejeitar a medida.

Além da greve, os professores planejam um ato estadual em Curitiba no dia 4 de junho, incluindo uma audi√™ncia pública do Fórum das Entidades Sindicais do Paran√° (FES) e uma manifestação durante a sessão na Alep.

Fonte: OBemdito

Comunicar erro
banner 728X90 UP AGENCY

Coment√°rios